Resultados
17/03/2013 - RICARDO NISHIZAKI NAS 50 MILHAS DE CAMPINAS !!

No dia 16 de Março (Sábado), o nosso atleta Ricardo Nishizaki, participou das 50 Milhas de Campinas.

Acompanhe abaixo o seu relato:

50 Milhas, 81km no Garmin. Distância interessante. Dava pra fazer em 10 horas e algo, 11 horas, se eu estivesse bem, se o clima ajudasse, mas parece que nenhuma dessas duas condições ajudou desta vez. O trajeto tem subidas e descidas, mas nada que chega ser assustador. As íngremes são curtas, as longas não são íngremes. A prova é praticamente inteira em estrada de terra, então é bem corrível. Saí lá atrás e não fiz questão nenhuma de acelerar, mas com 20 km a primeira mijada já saiu fraca e de cor escura. Oh-oh. Eu, que tava sofrendo com dores no pé direito e tava pronto pra tomar um Advil guardei o remédio na hora. Problema no rim não vai melhorar sobrecarregando-o. Lógico que essa dor no pé ia me minar a prova inteira, mas fazer o que? Tava abafado, não era um calor absurdo, mas eu estava sentindo o corpo quente, os bpm altos mesmo correndo no máximo a 6min15/km. Nas subidas, andava. Só corria no plano ou na descida. Lógico que fiquei pra trás. Especialmente quando correr na descida também começou a ficar dolorido, por causa do pé. As duas piores subidas ficam no miolo, entre os PC 1 e 3 (que são o mesmo, já que é caminho de retorno). Passado o PC 3 com 09h15 de prova, achei que dava pra bater os 21km finais em até 12 horas. Mas choveu muito. Muito mesmo. Foi bom, finalmente comecei a me sentir bem. O mijo voltou à cor normal. E rios de lama que desciam das ladeiras não atrapalhavam tanto, mas esfriaram e endureceram as pernas. Reencontrei o ritmo só no 63ºkm, onde a prova é mais plana. No 72ºkm, o último apoio não previsto da Cynthia e do Osvaldo (putz, salvadores, esse casal Coyote é demais!!), já dava pra perceber que não ia terminar de dia. Faltavam 08km e tinha 1 hora pra fechar antes das 12 horas. Só que continuava chovendo. E meu óculos molhando. E o piso irregular. Eu sou cego à noite, mesmo com headlamp (que virou lanterna por causa da aba da viseira; e se tiro a viseira, os óculos molham mais e fico igualmente cego). Resultado: queria fechar em 12 e terminei com mais de 13 horas. Por causa da chuva, os últimos 3 km estavam com o piso ruim e a trilha de brincadeira na ida virou um obstáculo infernal na volta. Mas por incrível que pareça terminei a prova melhor do que comecei, em nível de sensação física. Lógico, os músculos destruídos, o pé direito dolorido (ao menos a dor não foi piorando, se manteve só constante) mas a sensação orgânica, de bem-estar, tava legal. Inclusive tirar o pé do tênis teve efeito imediato relaxante na dor no pé, que eu já tinha sentido na semana anterior. Nesse dia, clima foi determinante pra performance. Mas terminei, sem drama e com valiosa ajuda dos amigos do Branca (Gustavo, Zumzum, Cynthia e Oswaldo). E do cachorrinho manco e sarnento que me acompanhou pelo menos uns 20 km durante a prova...

Vídeos

15/11/2013 - BRIEF MARATONA MIZUNO UPHILL
12/11/2013 - TRILHA x ASFALTO
20/05/2013 - COMPLEMENTOS DA CORRIDA: NATAÇÃO
27/04/2013 - DESAFIO COACHES PHARMATON 2013
15/05/2013 - DESAFIO PHARMATON 2012

Apoios


Atenção Atletas !!

Momentos 2016

  

Roma Comunicação